Escrito por yushuu

Merry, a Comedora de Sonhos… e de finais?

Vou ser simples e direto: estou maluco procurando estágio e cursinhos pré-vestibulares. Vida de pré-universitário está me matando. Mas enfim, hoje trago um anime que vi faz um tempinho, e foi um dos animes que ano passado eu tinha droppado no meio sem motivo algum. Espero que gostem do post… e do novo layout do blog! E não se esqueçam de entrar no blog da mais nova parceira do blog, o Otomegatari (da amiga @Martchelab). É extremamente recente, mas já tem mais de 1000 visitas! Vamos dar um apoio! Até o Cassius Medauar, Gerente de Conteúdo da JBC, tá ajudando (http://puu.sh/1QFVx), tá esperando o que?

Yumekui Merry conta a história de Yumeji Fujiwara, que 10 anos atrás percebeu que tinha o poder de ver áureas multicoloridas ao redor do corpo das pessoas. Desde então, começou a ter sonhos estranhos sobre uma guerra com gatos, e com o tempo descobre que o líder dos gatos de seus sonhos precisa de seu corpo para acessar o Mundo Real. Um dia uma linda garota cai (literalmente) nele e diz que é um Demônio dos Sonhos procurando um jeito de voltar para o mundo dela. A partir daí, Yumeji começa a ter vários problemas com seu sono…

Ideia genial, não? Usar sonhos como background para guerras e batalhas… Tá, não tanto assim. E não precisamos ir muito fundo pra achar uma possível inspiração. Acho que todos conhecem Paprika, de Satoshi Kon. E sim, Paprika foi publicado antes do mangá de Yumekui Merry, com uns dois anos de diferença. Mas não é pelo tema que vamos julgar algo, até porque há várias histórias de ninjas, mas só uma das mais recentes é a melhor: Naruto.

O autor não fica limitado em momento algum graças à boa exploração que ocorre na história. A grande sacada é o uso de daydreaming (conhecido aqui como sonhar acordado). Esse “fenômeno” caiu como uma luva para o contexto, sendo muito bem utilizado para rápidas transições entre o Mundo Real e o Mundo dos Sonhos (que aliás, vou comentar já já). Rápidas caídas no sono também marcam presença. Sim, também senti uma leve inspiração no Freddy Krueger, mas continuando.

Devo lembrar o grande artifício usado, um tanto “infantil” de um lado e um tanto “adulto” de outro. Quando um demônio entra numa pessoa, ele apaga os sonhos da mesma. Não apenas os das noites de sono, mas os objetivos de vida da pessoa. Os personagens simplesmente não têm mais a vontade de viver… Resumindo: sem ideais e sonhos, uma pessoa não é nada. Legal, não? Não são só fábulas que possuem moral de história, afinal.

Não posso me esquecer de comentar a primeira coisa que percebemos no anime: o ambiente. Claro, pra quem viu o anime sabe que não estou falando do Mundo Real, e sim do Mundo dos Sonhos (não que o Mundo Real seja mal desenhado ou elaborado). Muitos elementos bizarros, como esqueletos de peixes em 3D, nadando para o nada, parados no lugar… e não é só isso. Onde passa esse ambiente? Nos pesadelos com os gatos.

Os sonhos/pesadelos que aparecem no anime são sempre relacionados aos Demônios dos Sonhos do local, mostrando a personalidade ou características físicas dos mesmos. Aliás, outro tópico interessante. Os demônios que aparecem algumas vezes são mais carismáticos que os personagens principais, e isso não é nem um pouco bom pra avaliação do anime. E a partir daqui vem a chuva de revoltas desse humilde pseudo-blogueiro.

Vamos começar minha indignação pelo “descarte de personagens”. Resumidamente, algumas figuras um tanto importantes aparecem no anime e… são jogadas no lixo. Ou não aparecem mais, ou não serviram pra absolutamente nada. Um bom exemplo é o John Doe. No início, tem um papel extremamente importante no anime, servindo de base para os ideais de Yumeji. É essencial para o final do anime, mas… E cadê ele? Por uns 5 ou 6 episódios seguidos (ou mais) ele não aparece… Recebe no máximo uma pequena citação. E não podemos esquecer de falar do final…

Espera, que final? O anime acaba do nada, não há conclusão alguma para todas as perguntas que foram feitas do desenvolvimento da narrativa. Falam tanto (não muito, na verdade), do mega vilão e ele sequer aparece no anime. E o objetivo de Merry para voltar ao seu mundo? Ignorado. É como se terminasse um “arco” do anime (detalhe na comparação, porque seria um arco bem mal feito), e tivéssemos que esperar o resto. Mas não tem resto, o anime para por aí. Pra que isso?

A minha teoria da conspiração Illuminati é que o autor quis passar a seguinte mensagem: “Viu? A história é boa, tem potencial, mas você não vai conseguir nada vendo esse anime. Vá ler o mangá” ou algo do tipo. Ainda não o li, dei uma espiada mega rápida e parece manter a qualidade que o anime não conseguiu manter, e tudo o que a animação jogou no lixo, não foi desperdiçada pelas mãos do mangaká. Mais tarde, quanto estiver mais folgado em minhas leituras e não estiver tão maluco procurando estágio, leio e trago para vocês.

Yumekui Merry tem boas intenções, mas graças ao seu objetivo de fazer apenas com que as pessoas leiam o mangá, faz com que o anime seja extremamente mediano e sem fim. Recomendo a leitura, não a visualização. O anime foi lançado em 13 episódios e, até o momento, o mangá possui 53 capítulos ainda em publicação. Há também um 4-koma, que está sendo publicado desde 2011.

4 ideias sobre “Merry, a Comedora de Sonhos… e de finais?

  1. nachozcaoticus

    Belo texto Ushuu, mt bem escrito. Eu tive os mesmos sentimentos Para com Yumekui Merry. ADOREI o anime logo de início, apenas pra me decepcionar depois. John Doe era um personagem excelente e MUITO carismático, mas acaba se tornando obsoleto

    Resposta
    1. yushuu Autor do post

      Nem todos, amigo. Veja como exemplo Neon Genesis Evangelion, Serial Experiments Lain, Mahou Shoujo Madoka Magica. E outra, o ponto de vista que mostro é que o anime sequer teve preocupação em fazer algo relativamente coerente com o mangá, eles simplesmente “jogaram” de qualquer jeito. Poderiam claramente fazer uma animação mais trabalhada.

      Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s